Derrubado o PL 21/2015 por 11 votos a 1

É derrubado o PL 21/2015 por 11 votos a 1

No dia 28 de abril de 2015, foi votado na Comissão de Constituição e Justiça – CCJ da Assembleia Legislativa do RS, o Projeto de Lei 21/2015, que pretendia proibir a sacralização de animais em cultos afro.

O projeto foi vetado por inconstitucionalidade, com resultado, na votação, de 11 votos a 1, porém, o presidente da CCJ, Grabriel Souza, disse, ao final da votação, que encaminhará o projeto a outro relator. Isso significa que, daqui a alguns meses, corremos o risco de que todo esse processo retorne.

Por enquanto comemoramos a nossa mobilização e pressão sobre a Assembleia Legislativa, opinião pública e mídias sociais, pois graças a essa união, o Povo de Axé obteve esse resultado.

O dia da votação começou com nossa mobilização em frente ao Teatro Dante Barone, com toque de tambor e rezas aos nossos Orixás.

Dessa vez a votação se deu na sala da CCJ, no 4° andar da AL-RS e, para atender ao grande público que compareceu à votação, foram instalados telões no Dante Barone, que estava superlotado, e disponibilizada uma sala, em frente à sala da votação, para aqueles que estavam no 4° tentando acompanhar de perto a decisão.

Passado esse momento de inúmeras agressões, saímos às ruas para comemorar nossa vitória.

Ao som dos tambores, o Povo de Axé encerrou sua caminhada no Paço Municipal, em frente à Prefeitura Velha.

Como já foi dito por muitos, hoje comemoramos, mas sem perder a atenção no movimento da AL-RS em relação ao PL em questão ou qualquer projeto relacionado. Sem perder a atenção na Câmara Municipal de Porto Alegre, já que lá foi criado um projeto similar que pretende proibir a sacralização no município.

Estamos todos de parabéns pela união, Afrorito, Afroes Associação, Afroconesul Conselho, Afrobras, Povo de Terreiro, Ceucabrs, Aruanda Uruguaiana, Mensageiros De Luz Uruguaiana, Unidos pelo Axé, Força Afro, Codene, Unegro, Confubras, Cedrab, Fauers, entre outras; Vereador Paulinho de Odé, Vereador Edson Portilho e Vereador Delegado Claiton.

Mãe Norinha fala ao Povo de Axé no Paço Municipal, em frente ao Mercado Público:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *